Caqui: revista brasileira de haicai

CAQUI · Fórum · Correio · Busca

Antologia de
Haicais Clássicos

Índice | Ano Novo | Primavera | Verão | Outono | Inverno 

Sobre a Antologia | O que é Haicai 

Originais em japonês Versão com kanji

hototogisu

Natsu

Verão



ôta ko ni kami naburaruru atsusa kana

A criança às costas
Brincando com meu cabelo —
Que calor!

Sono-jo



hashii shite saishi o sakuru atsusa kana

Saio na varanda
Para fugir da mulher e filhos.
Que calor!

Buson



otoko bakari no naka ni onna no atsusa kana

Apenas homens,
E uma mulher entre eles.
Que calor!

Shiki



kumo no mine mizu naki kawa o watari keri

Cúmulos-nimbos
Atravessando os céus
Sobre o rio sem água.

Shiki



samidare o atsumete hayashi mogamigawa

Recolhendo toda
A chuva do mês de maio
Corre o rio Mogami.

Bashô



yûdachi ya kusaba o tsukamu murasuzume

Um aguaceiro —
Os pardais da aldeia
Se agarram ao capim.

Buson



yûdachi ni utaruru koi no atama kana

Chuva de verão.
Os pingos batem
Nas cabeças das carpas.

Shiki



junrei no bô bakari yuku natsuno kana

Apenas
Os bastões dos peregrinos —
Campo de verão.

Ishû



natsukawa o kosu ureshisa yo te ni zôri

O rio de verão —
Que alegria atravessá-lo
De sandálias à mão.

Buson



hiya-hiya to kabe o fumaete hirune kana

Refresca um pouco
Pôr os pés na parede
durante a sesta.

Bashô



hirune shite te no ugoki yamu uchiwa kana

Ao fazer a sesta,
A mão que segura o leque
Pára de se mexer ...

Taigi



me ni ureshi koigimi no ôgi masshiro naru

Que coisa linda,
Agitando o leque branco,
É o meu amor.

Buson



hito kitara kawazu to nare yo hiyashi uri

Oh, melões frescos,
Se alguém aparecer,
Transformem-se em rãs!

Issa



kyô nite mo kyô natsukashi ya hototogisu

Mesmo em Quioto,
Saudade de Quioto —
O canto do cuco ...

Bashô



chôchin no shidai ni tôshi hototogisu

Se afasta a lanterna
Sumindo na escuridão —
O canto do cuco.

Shiki



hototogisu naki naki tobu zo isogashiki

Olhe para o cuco
Que só canta, canta e voa —
Que vida ocupada!

Bashô



uguisu no naku ya chiisaki kuchi aite

O canto do rouxinol
E seu biquinho —
Aberto.

Buson



tobu ayu no soko ni kumo yuku nagare kana

Salta uma truta —
Movem-se as nuvens
No fundo do rio.

Onitsura



te no uchi ni hotaru tsumetaki hikari kana

Na palma da mão,
Um vagalume —
Sua luz é fria!

Shiki



shizukasa ya iwa ni shimiiru semi no koe

Quietude —
O canto das cigarras
Penetra nas rochas.

Bashô



yagate shinu keshiki wa miezu semi no koe

Nada indica
Que ela vá morrer —
Canta a cigarra.

Bashô



asakaze no ke o fukimiyuru kemushi kana

Veja o vento matinal
Soprando os pêlos
Da taturana!

Buson



ashimoto e itsu kitarishi yo katatsumuri

Quando é que você veio
Para junto de meus pés,
Oh, caramujo?

Issa


katatsumuri soro soro nobore fuji no yama

Caramujo,
Suba sem pressa
O Monte Fuji!

Issa



hae utsu ni hana saku kusa mo utarekeri

Ao matar a mosca
A erva que tem flores
Tambem esmagada.

Issa



waga yado wa kuchi de fuite mo deru ka kana

Em minha cabana
É só assobiar
Que vêm os mosquitos!

Issa



nomi no ato kazoenagara ni soeji kana

a mâe conta
enquanto dá de mamar
as picadas de pulga.

Issa



nomi domo mo yonaga darô zo sabishikaro

Também para as pulgas
A noite deve ser longa
E solitária.

Issa



rôsoku ni shizumarikaeru botan kana

Assim como a vela,
Mergulhada no silêncio,
A peônia

Kyoroku



ara tôto aoba wakaba no hi no hikari

Quão glorioso,
Nas folhas verdes, folhas tenras,
O brilho do sol!

Bashô



yamabata o kosame hareyuku wakaba kana

Entre a roça e a montanha,
A chuvinha vai parando ...
A folhagem nova!

Buson



hirugane ya waka take soyogu yama zutai

Sinos da tarde —
Na passagem da montanha
Tremula o bambu novo.

Jôsô



hasu no hana saku ya sabishiki teishajô

A solidão
De uma estação de trem —
Flores de lótus.

Shiki



keshi saite sono hi no kaze ni chiri ni keri

Abriu-se a papoula
E ao vento do mesmo dia
Ela veio ao chão.

Shiki



natsugusa ya tsuwamonodomo ga yume no ato

tudo o que restou
dos sonhos dos guerreiros —
Capim de verão

Bashô






25 de dezembro de 2003

Primeira
página

Retornar ao Caqui

Enviar esta página
para um amigo

Início da
página

Retornar ao início da página