Este espaço tem por objetivo divulgar a produção haicaísta em língua portuguesa. Se você é autor, saiba como expor seu trabalho gratuitamente

Alimentação é tema de haicais


Haicai no bentô
Regina Alonso

Coletânea de haicais (64 haicais da autora, mais 4 haicais traduzidos de Bashô, Issa, Jôsô e Rankô). Ilustrações de Christina Amorim. Projeto gráfico de Renato de Cássio Almeida. Apresentação da autora. Prefácio de Edson Kenji Iura. Inclui biografia. Inclui bibliografia. Santos, edição da autora, 2013. 70 páginas, 23cm x 18cm. ISBN 978-85-915952-0-4. Contato:orgone2011@gmail.com.


Da apresentação: “A alimentação — desde o plantio, a colheita, a industrialização até ser servida à mesa ou carregada no bentô (marmita) — é um processo que nos leva a refletir sobre as condições de vida do homem no mundo, e em especial, do trabalhador. Descobrir a importância dos que se entregam no campo, ao cultivo e na cozinha, ao preparo dos alimentos com amor, isto é, com todos os sentidos despertos para saciar a fome física e espiritual do homem. Afinal, a estética não é incompatível com a economia nem com o simples ato de comer, condição não só de sobrevivência, mas vivência num ritmo de beleza e gratidão pela vida. Por isso, coloco o “haicai no bentô”, lembrando que o haicai é um poema em louvor à natureza, três versos de uma objetividade quase fotográfica, que se concretiza no cotidiano, mesmo à hora sagrada da refeição diante do prato à mesa ou ao destamparmos a marmita”.

Amostras:

o canto se espalha
na região ribeirinha —
plantio de arroz

mãos rudes à mesa —
na cabana do caiçara
caranguejada

quem mais longe alcança?
na boca da molecada
caroços de pinha

à sombra da árvore
pombos rodeiam o gari —
bolo de fubá