Este espaço tem por objetivo divulgar a produção haicaísta em língua portuguesa. Se você é autor, saiba como expor seu trabalho gratuitamente

David Rodrigues lança segunda coletânea

capa - Respirar
Respirar: 101 haiku
David Rodrigues
“Inspirar”, “Expirar” e “Transpirar” nomeiam as três propostas do haicai do poeta português.

Coletânea de haicais (101 haicais). Prefácio de Paulo Franchetti. Texto da contra-capa de David Rodrigues. Contém bio-bibliografia. Corpos Editora, Vila Nova de Gaia (Portugal), 2008. Capa-dura, 116 páginas, 13cm x 19cm. ISBN 978-989-617-475-0.

Trecho da contra-capa: “A nossa vida passa-se entre uma inspiração e uma expiração. Desde a primeira vez que inspiramos o ar do mundo, repetiremos durante toda a vida este movimento vital pelo menos doze vezes por minuto. O último ato da nossa vida é uma expiração, como que devolvendo ao mundo o ar que lhe inspiramos quando nascemos. O ambiente do estilo de poesia haiku poder-se-ia definir, para além da frugalidade das palavras, como uma ligação ao momento presente e à Natureza. Neste sentido, a primeira parte do livro – ‘Inspirar’ – poder-se-ia considerar mais próxima da forma e das temáticas mais tradicionais do haiku. Incluem-se aqui os poemas que se podem abrigar sob a frase: ‘da Natureza para mim’ celebrando os momentos de recepção e de discernimento (‘insight’) que a Natureza tem e nos proporciona. Parece inevitável que se reflita sobre o que a Natureza nos sugere. Daqui que a segunda parte do livro se chame ‘Expirar’, com textos de caráter mais reflexivo e indo no sentido ‘de mim para a Natureza’. Por fim, existem poemas (mais distantes ainda da forma tradicional do haiku), transbordando das temáticas ligadas à Natureza e acolhendo temas jocosos e eróticos e que foram agrupados sobre o título ‘Transpirar'”.

como mão de amigo
o Sol de Inverno
amorna os ombros.
cai da árvore
uma folha ainda verde.
– É tarde! Tenho de ir.
quando o sol
entra em casa pela manhã
saio à sua procura.
um caracol
corre rápido pela rua
agarrado a um carro.