Quem é Yoshio Takemoto

Dados biográficos do inspirador do Prêmio Literário Yoshio Takemoto

<< Associação Cultural e Literária Nikkei Bungaku do Brasil

1911: Nasce a 15 de outubro, na província de Okayama, cidade de Okuyoshihara, bairro de Kumayama, Japão.

1930: Aos 19 anos de idade, imigra para o Brasil, estabelecendo-se no núcleo de colonização Primeira Aliança, município de Mirandópolis, região noroeste do estado de São Paulo.

1935: Muda-se para a cidade de São Paulo, sendo contratado para lecionar língua japonesa na escola Guiossei Gakuen. Nessa época, também exerce o cargo de redator da revista cultural Kooya no Hoshi.

1936: Membro-fundador da São Paulo Tanka-kai (associação de praticantes de poesia tanka).

1937: Membro-fundador da revista cultural Tihei-sen, ocupando o cargo de tesoureiro.

1938: Membro-fundador da revista Yashi-ju, de poesia tanka, onde exerce o cargo de redator (edições 1 até 16).

1939: Membro da Brasil Jiho Kadan (coluna de tanka do jornal Brasil Jiho), exercendo o cargo de selecionador de tanka.

1940: Redator da revista Kodomo no sono (revista para adolescentes nisseis).

1941: Até 1948, período que inclui a II Guerra Mundial, mora em Mogi das Cruzes, SP, onde leciona língua japonesa.

1949: Retorna à cidade de São Paulo, passando a ocupar o cargo de mestre selecionador de poesia tanka na coluna Nippaku Kadan do Jornal Nippaku Shimbun.

1956: Emprega-se na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa (Bunkyo) como redator da revista Colônia.

1959: Nomeado redator-chefe da edição do Nippongo Kyokasho (livros didáticos para o ensino de língua japonesa adaptados ao panorama brasileiro e voltados a nisseis e sanseis), completando os tomos 1 a 11.

1965: Funda, como principal membro, a associação Colônia Bungaku-kai e, ao mesmo tempo, lança a revista Colônia Bungaku, editada até o tomo 30.

1974: Funda a revista Colônia Shiika-kai, dedicada exclusivamente à poesia em língua japonesa dos gêneros haiku, tanka e shi (livre).

1979: Publica três tomos do livro Colônia shoosetsu senshu (contos).

1980: Funda a revista Colônia Shibungaku (antecessora da revista Brasil Nikkei Bungaku), que chega até a 60a edição.

1983: Falece em 21 de janeiro. Sua sepultura encontra-se no Cemitério da Paz, em São Paulo. Em homenagem póstuma, no mesmo ano, a revista Colônia Shibungaku lança o 1o Concurso Literário Yoshio Takemoto.

2003: No 20o aniversário de seu falecimento, é inaugurada lápide em homenagem ao professor Yoshio Takemoto na Praça Almeida Junior, bairro da Liberdade, cidade de São Paulo. Em 30 de março do mesmo ano, surge a Associação Cultural e Literária Nikkei Bungaku do Brasil, que perpetua o trabalho de Takemoto.

Tags: