Voltar à página inicial

Netiqueta: Off-topics e blá-blá

Esta mensagem foi redigida em resposta a um incidente real na haikai-l.
Todos os nomes foram escamoteados.

Date: Sat, 13 Jun 1998 14:00:00 -0300 
To: haikai-l@obelix.unicamp.br 
From: KakiNet  
Subject: [HAIKAI-L] Re: AAAAA

Amigos da haikai-l:

Sinceramente, espero que FFFF tenha se esquecido de
como se faz para sair da lista.

Nao liguei o computador durante o feriado e trabalhei na sexta-
feira. Ao ler  as mensagens acumuladas, deparei-me com esta
desagradavel surpresa.

Evitar mensagens fora do tema da lista e' um item importante da
netiqueta. Assim como escrever sem acentos em um forum publico
de discussao. Tudo tem sua explicacao:

1- Numa lista de discussao, escreve-se sem acentos prevendo-se a
multiplicidade de maquinas que recebem a mensagem, sendo que nem
todas (especialmente as mais antigas) estao preparadas para
interpretar corretamente mensagens escritas em linguas diferentes
do ingles.

2- Escrever coisas sem relacao com o tema da lista, os famosos
"off-topic", e', 'a primeira vista, mais obvio. Nao se fala de
"plasticos reforcados" em um forum sobre "automobilismo". Ou se
fala? Talvez, a certa altura de um debate sobre Ferraris e
Lamborghinis, o interesse dos participantes se focalize sobre os
novos materiais usados na construcao de carros e, em especial,
sobre a chamada "fibra de carbono", um plastico reforcado, e suas
propriedades estruturais.

Limites nao sao simples de se estabelecer. Mas e' claro que existem.
Nao e' possivel conviver com semanas seguidas de discussoes sobre
futebol em um forum sobre economia, sem que aquelas mensagens
retornem de alguma maneira ao tema principal. Pode ser insuportavel,
mas e' compreensivel. Os missivistas sao seres humanos, sujeitos a
se empolgarem com as proprias ideias ou com as dos outros.

Cabe entao aos demais colegas, educadamente, reconduzi-los ao fluxo
principal das discussoes, sempre lembrando-os de que as discussoes
sobre futebol poderiam ser travadas em particular, ou muito mais
eficazmente e com uma audiencia muito mais qualificada em um forum
sobre futebol. Como pessoas educadas, os debatedores entenderao o
recado e voltarao a discutir economia ou, pelo menos, a influencia
da Copa do Mundo na atividade economica nacional. 

E' assim que chegamos a um ponto-chave: esta lista de discussao e'
um espaco  aberto, onde entra quem quer, escreve quem quer e o que
se quiser. Nao existe aqui a figura do moderador, individuo que
filtra, "censura" as mensagens antes delas serem distribuidas pela
lista. PPPP nao quis assumir este onus e creio que nunca o fara'.
Como "list-owner", sua responsabilidade se limita a possuir uma
senha especial que lhe permite saber quem sao os assinantes, alem do
"privilegio"  de ter seu endereco constante do cabecalho de todas as
mensagens da haikai-l.

Sendo esta lista um espaco aberto, uma Agora grega, e tendo PPPP
pouca responsabilidade sobre o que circula por aqui, sera' certo
transformar o seu endereco de e-mail em um departamento de
reclamacoes, um ciber-Procon? O que esperam os queixosos que PPPP
faca melhor do que eles proprios poderiam fazer, se postassem
diretamente na lista os seus reclamos? Seria temor de causar uma
guerra de "flames"?

Alem disso, sera' que esta lista e' como um eletrodomestico, do qual
se pode reclamar ao vendedor e eventualmente pedir o dinheiro de
volta? Reclamar a quem? Sobre o que? A "lista" nao passa de uma "lista",
mesmo. Uma relacao de enderecos de e-mail (aproximadamente 60, segundo
o PPPP), situada em algum lugar do computador obelix.unicamp.br,
enderecos aos quais sao redistribuidas, tal qual chegaram, as mensagens
recebidas no endereco haikai-l. A unica reclamacao possivel e' contra
quem escreveu a mensagem que incomoda.

Cada um e' representante de si mesmo. Democracia direta. Nao acho
certo que as pessoas se amedrontem de falar, quando bem fundamentadas.
Ademais, existem mil maneiras de se demonstrar cordialidade via e-mail,
e nao apenas os emoticons :-) ... Chamar pelo nome, pedir licenca,
desculpas, dizer "obrigado", dizer "acho que" ou "suponho que" antes
de uma frase mais incisiva, dizer "gostaria" ao inves de "quero", etc.
O errado e' deixar de dizer o que se pensa na hora em que se deve, ou
pior, enviar recadinhos para pessoas que pouco podem fazer contra o que
se deseja combater.

Manter as discussoes dentro de um certo padrao, corrigir os desvios
de rota, impedir que um debate sobre a producao poetica dos
discipulos de Basho se desvie para a arquitetura japonesa e dai
para as responsabilidades no desabamento do Palace 2 e da explosao
do Shopping de Osasco, sao tarefas que cabem a todos nos, e nao apenas
ao list-owner, que tem mais o que fazer. A lista deve se auto-regular.
E nessse sentido, fazem mais mal do que bem a meia duzia de reclamantes
que o PPPP tem de aguentar a cada incidente desses, que o deixam
amargurado e o fazem descarregar suas baterias contra o primeiro
infeliz que lhe cruza o caminho.

Vamos participar mais, reclamando inclusive. Eu sou todo ouvidos.
E em caso de incendio, tenho o meu amigo DDDD, que ja' foi bombeiro.


Fim da primeira parte.
----------------------
Segunda parte:

Amigos da haikai-l:

Nao entendo a sanha contra FFFF. Sera' rancor contra um
nao-haicaista assumido? Sera' que suas intervencoes, incisivas ainda
que bem-humoradas, perturbam a tanta gente?

FFFF esta' (ainda, espero) entre nos, para que nos lembremos que,
haicaistas que somos, temos o dever de dialogar com a poesia como um
todo, e que vivemos no Brasil, cercados de natureza exuberante, ainda
que nos assustemos com a miseria que nos bate 'a porta. Haicaistas
nao vivem em ostras. FFFF em nossa lista encarna o contraste e a
contradicao, que nos fazem haicaistas brasileiros, e nao simples
imitadores de uma poesia alienigena.

FFFF fora da lista e' desfilar de BMW pela avenida Paulista e passar
o sinal vermelho para nao encarar o neguinho molambento que vem nos
vender chiclete. E' morar num luxuoso condominio fechado ao lado da
favela pensando que e' Miami. E' se entupir de traducoes concretistas
de obscuros poetas japoneses sem nunca ter lido um verso de
Bandeira ou de Drummond.

Sinto muito por AAAA, por FFFF e por todos
os que matamos inconscientemente em nosso caminho.

Apendice: Os 5 Mandamentos do Haicaista

     1. O haicaista e' bem-humorado;

     2. O haicaista nao e' alienado de sua realidade;

     3. O haicaista e' tolerante;

     4. O haicaista e' cordial;

     5. O pior haicaista e' aquele que se leva a serio.

Abracos.

At 09:17 12/06/98 -0300, you wrote:
>Caro PPPP:
>
>       Você tem razão. Eu também tenho. E um rápido conflito de postura e de
>opinião. Desligo-me da lista, porque ela assim, impessoal, está
>completamente fora do padrão de minha cultura. Com o abraço. Portanto, as
>mensagens pessoais, que nao sejam via lista, serão bem-vindas. Com as
>desculpas, saindo, FFFF
>
>
>At 08:11 12/06/98 -0300, you wrote:
>>De minha parte, penso exatamente o contrário, caro FFFF.
>>Eu não conhecia o poeta, nem os seus versos (confesso e assumo a minha
>>ignorância), nem os seus textos críticos (de novo, assumo a ignorância).
>>Mesmo assim, é claro que a notícia me entristeceu. Mas não faz o menor
>>sentido exigir que os sessenta e tantos membros da lista manifestem
>>protocolarmente os pêsames (a quem? à família? a outras pessoas que não
>>tiveram nenhuma relação com o falecido?). Seriam sessenta e tantas
>>mensagens a atulhar a nossa caixa postal...
>>Continuo insistindo para que evitemos postar na lista de haikai textos e
>>assuntos que não digam respeito ao haikai. Sou contra postar poemas,
>>quadras, cartas de caráter pessoal, conversas paralelas, etc.

[o restante da mensagem foi suprimido]

Página inicial | Modo de usar | Netiqueta | História da Lista | Fale com o Administrador