Sobre a Associação Cultural Nikkei Bungaku do Brasil

<< Associação Cultural e Literária Nikkei Bungaku do Brasil
A história da Associação Cultural e Literária Nikkei Bungaku do Brasil.
capa-revista_bnbCriada em 1966 por um grupo de adeptos da literatura japonesa, entre eles, Teiiti Suzuki e Yoshio Takemoto, a Associação Colônia Bungaku (sua primeira denominação) encerrou suas atividades em 1977 por dificuldades financeiras. Em 1979, Takemoto decidiu reativar a associação, agora com o nome de Associação dos Poetas e Escritores da Colônia Shibun-kai.

Na época, o quadro de associados ultrapassava 700 pessoas e a revista Shibun-kai era editada e distribuída aos sócios quatro vezes por ano, sendo considerada pelo governo japonês como uma das mais atuantes entidades literárias em atividade no exterior.

Com o falecimento de Takemoto, em 21 de janeiro de 1983, o comando da associação passou para as mãos de Sumu Arata. Nesse mesmo ano, foi instituído o Concurso Literário Takemoto cujo objetivo era prestar uma homenagem ao fundador. Após dez anos no cargo, Arata passou o bastão para Yoshiaki Umezaki e em fevereiro de 1999 a denominação da associação foi alterada para Brasil Nikkei Bungaku.

Em 30 de março de 2003, a associação foi finalmente constituída sob nova denominação: Associação Cultural e Literária Nikkei Bungaku do Brasil, que edita a revista Brasil Nikkei Bungaku, cuja periodicidade é quadrimensal.

Em 2005, o Concurso Literário Yoshio Takemoto, em sua 23a edição, incluiu, pela primeira vez, o haicai em língua portuguesa.

Em 2006, o Concurso Literário Yoshio Takemoto, em sua 24a edição, incluiu, pela primeira vez, poesia em língua portuguesa.

Em 2007, o Concurso Literário Yoshio Takemoto, em sua 26a edição, incluiu, pela primeira vez, contos em língua portuguesa, perfazendo três modalidades literárias em língua portuguesa e sete modalidades em língua japonesa.

Tags: